Nasceu em 1986, no Porto. O contacto com a música deu-se cedo, quando, com cinco anos de idade, ingressou no rancho regional de S. Salvador de Folgosa, onde residia, pela mão do seu avô paterno.

Sempre teve uma tendência natural para os cordofones, tendo sido o cavaquinho o seu primeiro instrumento. Seguiram-se a viola bandolim e a viola braguesa.

Com o ensino secundário surgiram novas influências musicais e uma banda rock, formada com alguns colegas da escola – os Brainstorm. O contacto com a música manteve-se desde então, com a participação em dois projetos – um com sonoridades rock; outro de cariz mais popular e tradicional.

Foi em 2012 que teve o seu primeiro contacto com o Fado, através de um amigo fadista. Desde a sua abertura, em 2017, que é músico residente na Taberna Real do Fado.